WhatsApp

73 - 9 8157-3007

Clique aqui e assista nossa Web TV
Aldo lamenta ausência de Anderson, mas festeja Belfort: "Nome muito forte" - folha da bahia

Esportes

11/05/2017 às 10h40 - Atualizada em 11/05/2017 às 10h40

Aldo lamenta ausência de Anderson, mas festeja Belfort: "Nome muito forte"

administrador
São Paulo - SP
FONTE: or Marcelo Barone Rio de

(Foto: Marcelo Barone)

Campeão peso-pena, que lidera o UFC Rio 8, já atuou no mesmo evento que
o "Fenômeno", em 2012, na segunda edição do Ultimate na Cidade Maravilhosa
O UFC Rio 8, marcado para 3 de junho, na Arena da Barra, perdeu forças com a saída de Anderson Silva - sem adversário após Kelvin Gastelum ser flagrado no exame antidoping. A entrada de Vitor Belfort, porém, recuperou o fôlego desta edição, liderada por José Aldo e Max Holloway, campeões linear e interino, respectivamente, do peso-pena.
José Aldo lamentou, em entrevista ao Combate.com, a ausência de Anderson Silva - um nome como o de Spider impulsiona as vendas de pacotes de pay-per-view e, consequentemente, aumenta os valores para o manauara. Entretanto, o atleta da Nova União festejou o acerto de Vitor Befort, adversário de Nate Marquardt, e com quem esteve na "dobradinha" do UFC Rio 2, em 2012, quando ambos venceram nos principais embates daquela edição.
José Aldo luta pela unificação dos cinturões do peso-pena no UFC Rio 8, dia 3 de junho
- Cai um pouco sem o Anderson, porque o evento precisa de grandes nomes. Mesmo fazendo a luta principal, torço para alguém de nome estar no card, porque eu ganho participação em pay-per-view, que é o meu maior interesse. Para os fãs brasileiros, perde bastante, porque todo mundo esperava ver o Anderson no Rio, o que não vai acontecer. Por outro lado, entrou o Belfort, um cara que tem um nome muito forte. Já lutei no mesmo card dele, fico feliz de ele estar no evento. O Belfort é carioca, um cara muito querido, que vai fazer uma grande luta contra o Nate. O evento ganha bastante com a entrada do Belfort.
Questionado sobre uma possível falta de respeito do UFC com Anderson Silva, o atleta da Nova União evitou entrar na polêmica, iniciada depois que Spider criticou a organização por não encontrar um oponente para ele e ameaçou se aposentar caso não enfrentasse Yoel Romero, no Rio de Janeiro, pelo cinturão interino do peso-médio.

- Hoje em dia é difícil falar em desrespeito, tem que ver o que o UFC está programando e o que o Anderson queria. O Anderson vai defender os valores dele, coisas boas para ele, e os fãs e o UFC veem de outra maneira. Os fãs sempre querem grandes lutas, grandes atletas para encher o evento.
UFC 212
3 de junho, no Rio de Janeiro
CARD DO EVENTO (até o momento):
Peso-pena: José Aldo x Max Holloway
Peso-palha: Cláudia Gadelha x Karolina Kowalkiewicz
Peso-médio: Vitor Belfort x Nate Marquardt
Peso-galo: Iuri Marajó x Felipe Sertanejo
Peso-meio-médio: Erick Silva x Yancy Medeiros
Peso-leve: Léo Santos x Olivier Aubin-Mercier
Peso-galo: Johnny Eduardo x Mathew Lopez
Peso-galo: Marco Beltrán x Deiveson Alcântara
Peso-médio: Antônio Cara de Sapato x Eric Spicely
Peso-médio: Paulo Borrachinha x Oluwale Bamgbose
Peso-galo: Raphael Assunção x Marlon Moraes
Peso-palha: Viviane Sucuri x Jamie Moyle
Peso-meio-médio: Luan Chagas x Jim Wallhead

ESTA MATÉRIA FOI VISTA 73 VEZES

Comentários

Veja também

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

Publicidade

© Copyright 2017 :: Todos os direitos reservados Grupo Tonanews.